Todas nós mulheres, vaidosas que somos, sabemos que alguns sacrifícios são exigidos, principalmente na hora da remoção dos pelos.  São tantos lugares e por tantas as razões que justificamos esse ato de sofrimento e sempre pensamos a mesma coisa… Por que os homens não têm que passar por isso também??

Mas atualmente existem vários tipos de depilação para nos ajudar. Alguns são mais dolorosos, alguns mais caros, alguns mais rápidos e alguns mais eficazes.

Vamos falar de alguns deles e vamos tentar esclarecer dúvidas sobre cada método. 

Lâmina: esse é o método mais conhecido, rápido e acessível. Pode ser muito útil em situações de emergência, como aquela viagem de última hora. A lâmina corta o pelo superficialmente, sem retira-lo pela raiz e com isso ele volta a crescer em cerca de 3 dias. Esse método pode causar irritação e alergia, além de aumentar a probabilidade de encravar os pelos.

 

 

 

 

Creme depilatório: também é um jeito prático e barato de se depilar. É só aplicar o creme na pele e ele destrói a queratina dos pelos, depois é só retira-lo com uma espátula ou esponja. O creme é indolor, mas pode ter um cheiro forte e causar reação alérgica em algumas pessoas. Ele tem duração de 3 a 5 dias, dependendo da velocidade do crescimento dos pelos.

Cera: pode ser fria ou quente e qualquer uma das duas é mais eficaz que os processos acima. O produto é aplicado na região desejada e após ser removido, retira os pelos pela raiz. Ao longo do tempo (muito tempo) o uso continuo desses métodos reduz a quantidade de pelos. Cada sessão tem um intervalo de 20 a 30 dias.

Laser: com a aplicação dele é possível eliminar cerca de 80% dos pelos. O processo ao todo é demorado e pode ser bem doloroso nas regiões mais extensas e sensíveis. O laser busca a melanina dos pelos e os elimina pela raiz. Cada área pede cerca de 10 sessões para que o resultado seja obtido. Apesar de ser um dos métodos mais caros, já nas primeiras sessões é possível notar a diferença, o pelo começa a demorar mais para crescer  e você passa meses sem se preocupar. Antes de iniciar esse tratamento, é recomendável fazer uma visita ao dermatologista para avaliar se ele é compatível ao seu tipo de pele.

Luz pulsada: o processo é parecido com o do laser, mas o folículo é destruído de maneira gradual. O custo e tempo de tratamento também é similar ao do laser e entre 3 e 6 sessões já se pode notar o resultado. Após o término do tratamento é necessário fazer manutenção duas vezes ao ano. Também é recomendável consultar o dermatologista antes de iniciar o tratamento, pois algumas pessoas podem sofrer queimaduras na pele.

São várias opções, né?! Cada uma com seus prós e contras, mas com certeza uma delas se adequa ao sua sensibilidade a dor e ao seu bolso. 😉

Eu normalmente uso a cera quente na maior parte do corpo e na axila estou fazendo o tratamento com o laser.

Gosto dos dois métodos. Acho o laser muito eficaz, estou na sétima sessão e já quase não tem mais pelos. O intervalo entre cada sessão é de 90 dias (demora mesmo para crescer).

Apesar de ter aprovado o resultado, não sei se aguentaria a dor em outras regiões, pois acho que o laser dói mais que a cera. :-/

Vou deixar abaixo o contato dos dois lugares onde realizo os tratamentos. O espaço onde faço com laser sempre tem promoções em sites de compra coletiva e na própria clínica. 😀

Ahazze Estética

Av. Imperador Dom Pedro II, n° 635 – Nova Petrópolis – SBC

Tel. 11 4123 5689

Espaço Laser

Tel. 11 5042 7800

http://www.espaçolaser.com.br

E vocês meninas, preferem qual método?

Ju